Para quem está longe, mas não esquece a Região
11 de Novembro de 2009

A Feira das Actividades Económicas de Castelo Branco (FERCAB) está de regresso no próximo dia 27 e estará patente até dia 1 de Dezembr, no pavilhão da Associação Empresarial de Castelo Branco (NERCAB).

 

Esta é a maior feira organizada por esta associação que pretende unir num único certame, o máximo de expositores e empresas representadas, desta e outras regiões.

 

A novidade para este ano passa pela participação de formandos de cursos de formação profissional nas áreas de hotelaria e restauração, que estarão a trabalhar na área dedicada á gastronomia no certame.

 

Este ano irá também decorrer um seminário denominado por Logística nas Pequenas e Médias Empresas - Inovação e Competitividade.

 

As inscrições para participação no certame estão ainda a decorrer.

 

De tudo um pouco vão haver representações, desde produtos gastronómicos, regionais, culturais, artesanato, mobiliário, decoração, entre outros sectores.

 

 

publicado por incastelobranco às 19:18

O Instituto Português da Juventude de Castelo Branco e o Núcleo da Quercus desta cidade, estão a promover, desde o dia 9 e até dia 16, uma exposição denominada por Green Cork - reciclagem de rolhas de cortiça.

 

Esta é uma exposição que tem por base um carácter educacional e sensibilizador que tem como público alvo os mais jovens.

 

No fundo, o tema para o qual estas duas entidades pretendem alertar é o da preservação do meio-ambiente.

 

Promover o programa Green Cork é outro objectivo. Programa este que pretende preservar a cortiça portuguesa, através da recolha e reciclagem de rolhas feitas deste material, para que não sejam desperdiçadas.

 

Esta é uma iniciativa que a Quercus lançou no início deste ano a nível nacional e que até agora está a decorrer por todos os distritos portugueses. 

publicado por incastelobranco às 19:12

Algumas investigadoras sobre o Bordado de Castelo Branco são da opinião que a certificação deste produto é "inútil". Esta é, pelo menos, a opinião da responsável pela secção de textis do Museu de Arte Antiga, Teresa Pacheco Pereira, que esteve em Castelo Branco para participar numa conferência no Museu Francisco Tavares Proença Júnior, onde o Bordado Castelo Branco foi o tema central.

 

Teresa Pacheco Pereira referiu que "apenas aqueles produtos que só podem ser produzidos em determinadas regiões, pelas características que estas apresentam" é que justificam uma certificação, uma vez que "isso é que mostra a genuinidade de um produto".

 

No que toca aos texteis e, concretamente ao Bordado de Castelo Branco, esta genuinidade não se verifica. "O linho e a seda, que são os materiais base do Bordado de Castelo Branco, existem em muitas outras partes do Mundo", aludiu ainda. "E", continuou, "os desenhos também circulam". "Por isso, não vejo grande utilidade em certificar produtos como estes".

 

De recordar que o processo de certificação deste produto está a desenvolver-se, tendo sido inclusivé apresentado na Assembleia da República um projecto-Lei, no qual são referidas todas as qualidades deste produto.

 

Texteis como os tapetes de Arraolos ou os Bordados da Ilha da Madeira são exemplos de produtos já certificados.

publicado por incastelobranco às 19:03
Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
13
14
15
17
20
22
24
27
28
29
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
comentários recentes
Muito Bom post! Sou um Verdadeiro fã de antiguidad...
Bela iniciativa....
É um escândalo!O pessoal do instituto de emprego e...
hola keria saber si el forum se abre tambien los d...
SUGESTÕES PARA AS VOSSAS CONCEITUADAS FESTAS 2011:...
MUITO BEM SR. DR. HUGO.ESTÁ DE PARABENS. A SOCIEDA...
E o cartaz de Monforte da Beira nas festas de Agos...
Fígado On Tour 2010 vai estar em Castelo Branco no...
Parabéns por essa excelente iniciativa! Venho deix...
Muito boa noite. O meu e-mail é ines_m_monica@hotm...
blogs SAPO